quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Mercados (7)

Para pesadelo já basta! Sonhar, cada vez mais, é preciso!!!

Óleo sobre Tela - Artesanato
Rui Pascoal - 2012

“Procuro viver de forma a não envergonhar a criança que fui”.

 (José Saramago)

64 comentários:

  1. Mais uma tela com um visual muito fresco, ao estilo sonhador do Pascoal... ou melhor, do Rui... não vá alguém pensar em bacalhau ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...mas as telas também dão sensações... ou sou eu que sou anormal? lol
      Há telas pesadas, sombrias, tristes, alegres... sei lá... há coisas que as palavras não chegam... talvez para quem seja crítico de arte... que diria uma série de palavras definidas pelo sistema vigente... eu sinto-me mais livre na interpretação :)

      Eliminar
    2. Esqueci-me das aspas e corrijo: "fresquíssimo"... como eu.
      :)

      Eliminar
  2. Olha o sacana do puto, a apontar para os tambores, deve quer enlouquecer a mãe! Abraço!

    ResponderEliminar
  3. Reconheço muitos dos brinquedos que via quando ia à feira. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca tive barbies. Mas tive um pião e uma caminha de plástico com dois gémeos minúsculos e outras coisas semelhantes.

      Eliminar
    2. Piões, berlindes, fisgas, espadas de madeira. Não havia consolas, mas era um consolo...
      :)

      Eliminar
  4. Linda tela, deu até vontade de passar na banca e comprar um dos galinhos, uma riqueza de detalhes.
    beijos
    Joelma

    ResponderEliminar
  5. Parece uma barraca da Feira da Santana da minha aldeia que já não é aldeia e onde já não há feira!

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Olá colega.
    Muito obrigada por sua visita.
    Volte sempre.
    Gostei de seu cantinho.
    Eu não tenho neto, pintei para mim.
    Abraços,
    Marli

    ResponderEliminar

  7. Olá Rui,

    Bela e criativa tela.
    Gostei muito, assim como das citações.
    Sonhar é preciso, enquanto houver vida. Os sonhos são nossos impulsionadores.
    Obrigada pela gentil visita.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  8. Fizeste-me lembrar um livro que li, estou farta de pensar no nome e não me consigo lembrar, quando chegar a casa volto cá.

    A tela está fantástica, como sempre, aliás.

    ResponderEliminar
  9. Também tenho procurado o mesmo que tu e Saramago

    (tive um ciclista como esse que se avista...)

    ResponderEliminar
  10. Ah! Mas esta feira é contemporânea! A avaliar pelo preço dos piões, a 2 Euros... Foi provavelmente aqui na Feira de Maio (antiga "de Março") que o cena foi captada...
    Está concluida mais uma bela reprodução de "Mercados". Isso é que importa! Parabéns!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como não há procura... dois euros é o preço da caixa inteira.
      :)

      Eliminar
  11. Uma tela muito gira, muito alegre, cheia de vida e a recordar os brinquedos de antigamente!
    Tão engraçados os pormenores minuciosos dos brinquedos, dos tambores, dos tabuleiros, das molduras, das casinhas, etc, etc...
    Um nunca acabar das recordações das nossas vivências...

    ResponderEliminar
  12. Engraçado!!!

    Esta tela recordou-me as tendinhas na Festa do Bodo da minha terra ---Pombal--- em que nós mirávamos, remirávamos e namorávamos os brinquedinhos para vêr o que íamos pedir ao Avô para nos comprar...

    ResponderEliminar
  13. Ah! Bem, daí o miúdo a puxar a Mãe...... engraçada esta recordação das sensações antigas e a alegria sentida ao pintar o quadro :)

    ... Bem haja por me ter trazido de volta boas lembranças e de, por momentos, me ter sentido naquela época, que tão feliz foi!

    ResponderEliminar
  14. Mais um... inconfundível e ainda melhor!...Está giríssimo, com muita cor e muita arte! Os pormenores estão o máximo! Mais uma vez não posso deixar de lhe dar os Parabéns!

    ResponderEliminar
  15. Respostas
    1. Ainda não. Primeiro há que fazer uns "ajustamentos"...

      Eliminar
  16. E cada vez mais e mais precisaremos sonhar.
    Muito bom, Rui.

    um abraço.

    ResponderEliminar
  17. Esta fez-me recuar 50 anos - para aí - o meu primeiro biscate para ganhar algum, numa barraca da feira franca de Viseu...

    Aqueles brinquedos de madeira eram o sonho de qualquer criança!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vantagem que temos em relação aos mais novos é podermos recuar muito no tempo.
      :)

      Eliminar
  18. E é tão bom sonhar, e ser criança, e não ser e ainda sonhar!
    Está belíssima, a tela!

    Beijos

    ResponderEliminar
  19. Para mim é a andorinha que dá às asas. Sempre tive direito a uma, na Feira de Março. :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está explicado. Essa leveza e graciosidade é daí que vem.
      :)

      P.S. (ainda ando "a remoer" a asa do anjinho).

      Eliminar
    2. Lá fica a renda esburacada... Que trabalheira terei a cerzir os buracos!

      Eliminar
  20. Navegando, encontrei este espaço, vou ficar e acompanhar...

    ResponderEliminar
  21. E eu procuro viver de forma a deixar sonhar a criança que sou.


    Para quando uma exposição?

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu "recuso-me" a crescer...
      Expor, para quê?
      :)

      Eliminar
    2. Para os amigos encherem os olhos de cor e de arte. Da sua arte e da sua paleta de cores. Por que não poderemos apreciar ao vivo o seu talento? Está a ser mauzinho, não?

      Eliminar
    3. Com a exposição podia vir a deceção... e eu só quero o bem dos meus amigos.
      :)

      Eliminar
  22. Um quadro e uma mensagem que demonstra bem a alma do seu criador. parabéns!

    beijinho

    ResponderEliminar
  23. Os mercados passaram a ter outro sentido pra mim rs
    estou gostando de observá-los... rs
    Gosto muito Rui

    ResponderEliminar