quarta-feira, 4 de julho de 2012

Relvas Ervas e Patos Bravos

Esta ave palmípede passeava-se num jardim em Cambridge, bem perto da Universidade, quando a fotografei. 



Não trazia consigo quaisquer livros ou sebentas, apenas uma linda plumagem que lhe servia de capa. Pela forma delicada como se movia, dava para ver que não era um pato bravo. Sabia distinguir perfeitamente as pequenas ervas, que debicava com prazer, das outras relvas vulgares, onde apenas defecava.


15 comentários:

  1. Ironia fina Rui
    como sabes bem! rs
    gosto mesmo do 'quá quá quá',principalmente dos bravos.

    abraço da noite

    ResponderEliminar
  2. Uma ave com estatuto universitário, por isso cheia de bom gosto! :-))

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Ironia em dose dupla!... Mas um pato que se passeia em Cambridge assim há uns tempos, já deve ser, pelo menos, bacharel... Ah! Já me esquecia - esse grau universitário que levava três anos a realizar, já não existe!....

    ResponderEliminar
  4. Se o cato tiver água, dá para matar a sede :)

    ResponderEliminar
  5. Sobre patos bravos e relvas... há muito que se lhes diga :)

    ResponderEliminar
  6. Um lindo e elegante pato !
    Obrigada pela visita a um dos meus blogs. Também gostei de visitar o seu .
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Bom...a esta hora já deve ter o mestrado :))
    Beijinho

    ResponderEliminar