domingo, 31 de maio de 2009

O Giro de Itália


Tal como na França onde há o Tour e em Espanha a Vuelta, em Itália existe o Giro. Esta prova é considerada a segunda maior competição do ciclismo do mundo, logo atrás do Tour de France, e realiza-se anualmente em Maio/Junho.

Camisolas/Classificações: O líder da classificação geral veste a rosa e o último classificado a preta. A branca é atribuída ao líder da classificação geral jovem.

Olhando para a foto apercebemo-nos das diferenças físicas dos ciclistas. Enquanto o da esquerda já mal se endireita na bicicleta, o da direita mantém uma postura aprumada e revela uma frescura de fazer inveja… É nestas situações que se vê quem tem boas pernas...

Florença

Aqui nasceu o Renascimento. Esta nova concepção das artes, pintura, escultura, arquitectura, literatura, música, foi apoiada por mecenas riquíssimos como os Medici, uma influente dinastia de banqueiros, que ajudaram esta cidade a tornar-se no centro cultural e intelectual da Europa.

Quantos pobres são precisos para fazer um rico? (Almeida Garrett)

Mas... Florença é também a terra do Pinóquio, aquele boneco de madeira que aspirava a ser um menino de verdade, lembram-se?!...

sábado, 30 de maio de 2009

Veneza

Esta encantadora cidade sobre água, com suas gôndolas, pontes e canais, é, segundo muitos, única. Outrora chamada Porta do Oriente, deteve no passado direitos exclusivos de comércio o que lhe trouxe imensa riqueza e poder. A Catedral de S. Marcos é o expoente máximo dessa prosperidade.

Desta visita recordarei também com prazer a birra e o cappuccino, na esplanada do Caffé Laverna em plena Piazza San Marco. Apesar de terem sido até hoje as bebidas mais caras que já paguei, por todo o ambiente envolvente e pelas belas melodias, que duas pequenas orquestras alternavam, tornou-as numa autêntica pechincha.

domingo, 24 de maio de 2009

Em busca da Fé


Roma impressiona pela enorme colecção de monumentos das épocas românica, barroca e renascentista.

O Vaticano é um Estado, dentro de outro, riquíssimo em tesouros artísticos como a Capela Sistina e a Basílica de S. Pedro.

Vim em busca da Fé, contudo ainda não a encontrei...

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Algures no Mediterraneo

BARCELONA - CIVITAVECCHIA
"Cruise Roma é la nave più grande e moderna della sua categoria".
Este navio da Grimaldi Lines sem ser um Titanic tem capacidade para 2.300 passageiros, 225 m de cumprimento e 30,4 m de largura, velocidade de 27,5 nós e é luxuoso q.b., foi o meu baptismo em termos de cruzeiros.
O receio de um possível enjoo até agora nao se veio a verificar, bom augúrio para "repetir a dose" (maior se possível).
Está na hora de rumar ao "ristorante". Adios / Arrivederci!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Barcelona

Depois de uma visita panorâmica por Barcelona (a quarta), já deu para matar saudades das tapas e das "Ramblas". Enquanto aguardo a saída da barco até Itália venho aqui dizer-vos apenas duas coisas: a primeira é que ainda nao enjoei e a segunda é que viajar é bom, mais a mais bem acompanhado como ando.

Hasta siempre!

domingo, 17 de maio de 2009

Quem tem boca vai a Roma

Já falta pouco para pôr à prova o “meu curso intensivo” de italiano que se resume a: Buon giorno, mi scusi. Non capisco. Puo parlare più lentamente? Grazie.

Se acham que o meu vocabulário é escasso vejam o da minha cara metade: Quant’é per favore? A buon prezzo.

Pois… esse é sempre o meu grande receio… Quanto ao resto não haverá problema. Quem tem boca vai a Roma.

sábado, 16 de maio de 2009

Anjos e Demónios

Aceitando o convite da minha filha fui ontem ao cinema ver Anjos e Demónios, um filme baseado num livro homónimo de Dan Brown.

O enredo passa-se na cidade de Roma. “Os Illuminati”, antiga seita secreta, foram perseguidos no passado pela Igreja por defenderem a ciência num tempo em que a fé era a única fonte de conhecimento aceitável. Agora pretendem vingar-se destruindo o Vaticano com uma bomba de anti-matéria…

Até pode vir a ter um enorme sucesso de bilheteira, mas, ao não aprofundar os conflitos da religião e ciência é aquilo a que chamo, “muita parra e pouca uva”. Melhor, muito melhor, é sem dúvida “O Nome da Rosa”.

Londres não engana

Na recente visita à capital do Reino Unido confirmei que:

- o BCP não é mais aquele banco elitista, com comissões e spreads altíssimos, ao qual dei quatro anos do meu suor;

- os portugueses não têm emenda (continuam a “disparar” sem licença);




- a nossa Língua apesar de ser a quinta mais falada do mundo não será porventura a mais lida;

- mais perto de nós só mesmo "nuestros hermanos y sus periodicos";





- Andar de bicicleta é arriscado;







- quem tem dinheiro vai longe;
-quem tem muito dinheiro como os portugueses tem vôos mais caros e uma transportadora aérea falida;






- Que a história da “desgraçadinha” continua aí para durar, tal é o poder que a move…;






-Que as pessoas preferem o verde;





- E por último, que ser artista não é fácil.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

"Faça férias cá dentro"


A excelente localização geográfica, o clima temperado, o litoral com as suas areias brancas, a diversidade de paisagens, os locais históricos, a gastronomia e um povo hospitaleiro, fazem do nosso pequeno país um destino apetecível para se ir de férias. Em tempos de crise, como o que actualmente vivemos, o slogan “Faça férias cá dentro” é uma das alternativas a ter em conta.

Apesar da oferta turística qualificada, mesmo assim, receio bem que a nossa Região de Turismo de Leiria e Fátima esteja mais pobre. Porquê? (perguntam vocês) Ah!!! Não sabiam que ontem se desmontou a exposição de pintura que aí se encontrava?!...

Mas não fiquem tristes. Ainda estão a tempo de contemplar, no IPJ de Leiria e sob a orientação da mesma professora, belos trabalhos. À espera de quê? (Aqui)

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Estão verdes não prestam



Quando tirei esta foto lembrei-me da famosa fábula de La Fontaine em que a matreira raposa olhando para as apetitosas uvas que se encontravam demasiado altas dizia: estão verdes, não prestam e só os cães as podem tragar.

Hoje a realidade é outra, as histórias infantis que nos contaram no passado foram sendo substituídas por jogos, consolas, vídeos… por isso, não é de admirar que em vez da raposa e das uvas apareça uma gata e morangos.

Apesar de tudo duas coisas vos garanto, a felina é matreira como a raposa e os morangos, além de estarem ao alcance da mão, são bem docinhos (*).

(*) Obrigado Arnaldo

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Ver para crer

A vida é feita de ilusões e dúvidas, certezas só mesmo a da morte. Por isso, e enquanto ela não vem, desfrutemos dos prazeres terrenos sem pôr de lado os espirituais.

Não sendo eu um grande pecador, nem um santo, longe disso, identifico-me em parte com S. Tomé. Ver para crer. Como a minha vista já não é o que foi, por vezes e por via das dúvidas também recorro ao método Braille.

Camões, que só tinha um olho, disse “vi claramente visto”. Pegando neste pleonasmo estou em condições de vos afirmar, que a exposição de pintura no IPJ em Leiria possui belas obras que fariam inveja a muitos museus.

Duvidam? Vão lá e depois digam!

terça-feira, 12 de maio de 2009

Vai um Miminho?

Um dos maiores legados que os nossos antepassados nos deixaram foi a nossa língua. Actualmente ela conta com mais de 240 milhões de falantes, encontra-se espalhada pelos quatro cantos do mundo, e é a quinta mais falada. Olhando para este pequeno país que hoje somos, temos que concordar que, é Obra!

Diz-se que “quem a tem chama-lhe sua”. Isto, aplica-se a uma infinidade de coisas como por exemplo à liberdade de falar, dizer, escrever, o que nos vai na alma, independentemente de haver ou não Acordo Ortográfico.

Já por diversas vezes afirmei que sou, por natureza, um enorme egoísta, mea culpa. Mas isso não me impede de partilhar convosco alguns “mimos”, como este que me enviaram do outro lado do oceano (*).


Saber Viver (Cora Coralina)

Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura... Enquanto durar

(*) P.S.: Obrigado bruxinha

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Mercado feiras artesanato e...

Desde que me lembro, sábado é dia de mercado. Nesse dia, cumpro o ritual herdado de meu pai. Tento sempre trazer para casa o peixe mais fresco, a melhor fruta (os legumes são do quintal), pão e broa caseira, tremoços, azeitonas, mas, não creio que venha a ter seguidores por estas bandas. Sendo hoje a oferta bem maior que no passado, não é de estranhar que minis, maxis e super-mercados proliferem como cogumelos e bancos. A escolha, para além de difícil, torna-se ainda mais perigosa, ou não estivéssemos a falar de tortulhos.

Mais recentes são as Feiras das Velharias e Artesanato que se realizam, aos segundos sábados de cada mês, na Praça Goa Damão e Dio e no Largo 5 de Outubro em Leiria. Recomendado por um “habitué” desloquei-me até lá. Não vi o Santo Graal, consta por aí que o Indiana Jones e o Robert Langdon se anteciparam. Encontrei no entanto livros, a módico preço, que trouxe para casa. Um deles, longe de ser um traste, “Avenida Paulista” de João Pereira Coutinho, já o devorei. Retive: “O amor é uma arte que se cultiva. Profundamente. Demoradamente”.

Por falar nisso, o ano passado, por esta altura, estive uns dias em Sevilha em casa de amigos e a hospitalidade foi tal que os dias voaram. Num domingo visitámos um Mercadillo del trueco onde os artigos expostos não se vendem mas se trocam directamente: brinquedos, roupas, livros, electrodomésticos, tudo o que é possível imaginar. Uma ideia a reter?

E, nestes tempos de crise, vamos lá levantar essa auto-estima. “Não somos tão maus assim e os outros não são tão bons assim” (Schopenhauer dixit).

sábado, 9 de maio de 2009

Exposição de Pintura no IPJ

Exposição de Pintura no IPJ de Leiria. Tributo aos Artistas:

video

Shorty

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Exposição Pintura no IPJ

Inaugura-se amanhã (dia 8) pelas 18h30, no Instituto Português da Juventude em Leiria, uma exposição de trabalhos dos alunos da professora Dulce Bernardes. Esta mostra estará patente ao público até 21 de Maio sendo a entrada livre.

Para mais pormenores consulte:

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Last Day in London (yesterday)

In the morning: we went to Convent Garden where we have spent nice time listening Classic live music;
In the afternoon: we have visited The British Museum;
At night: we have seen Manchester United return to a second consecutive Champions League final.

Tudo tem um começo e inevitavelmente um fim, como a nossa viagem, como a nossa vida. O que conta, dizem, não é a chegada mas o caminho percorrido até lá. Pode até ser verdade, não discuto. Mas, neste momento em que escrevo, o que verdadeiramente me interessa e importa é o regresso a casa. À minha “Home, Sweet Home”.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Third day in London

Today is Monday, the 4th of May and it's a holiday.

Como podem ver o meu ingles vai de vento em popa. Por falar em aves, a rola deve ter contrato com o hotel, as 7 a.m. conseguiu uma vez mais fazer das suas, isto e, acordar-me.

Depois do matinal aconchego ao estomago, cujos detalhes vos poupo, rumamos a Notting Hill, de Portobello Road ate a famosa Travel bookshop. O dia prometia novidades, como a chuva, que embora fraca ja justificou ter trazido o impermeavel.

Hyde Park, Memorial Albert Hall e Royal Albert Hall. Com nova caminhada por Westminster City e metro ate a Tower of London, Tower Bridge, City Hall, Borough Market (fechado). Gracas a preparacao fisica obtida na agricultura e piscina fizemos uma verdadeira maratona na National Gallery, deixando para tras as pinturas do seculo XIII a XVI, acompanhamos de perto Rubens, Velasquez, Rembrandt, Stubbs, Monet, Degas, Seurat e Van Gogh (Sabiam que a entrada e livre e que o visitante a saida deixa apenas o que quiser?).

Para acabar o dia, o musical "Chicago" no Westend. E... tomorrow is another day. See you!

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Second day in London (Sunday)

Primeiro foi falso alarme (o telemovel do meu filho recebeu uma mensagem e pensei ser hora do despertar), depois um melro madrugador decidiu presentear-me com a sua alegre melodia. Por ultimo, mas mais eficiente uma rola no jardim do hotel conseguiu tirar-me da cama, eram 7h55. Espreitei pela janela, um azul meio envergonhado e um cinzento atrevido mediam forcas. O primeiro acabou por levar a melhor e o sol ainda que timido veio aplaudir. A chuva pelos vistos tambem tirou ferias.

"Em Roma se Romano"... Em Inglaterra... Comeca-se o dia com um british breakfast. Feijoes ao pequeno almoco ja nao era novidade para mim, agora bacalhau... deixou de o ser. Com o programa previamente estudado saimos do hotel por volta das 9h30, rumo a Madame Tussaud's. Depois de 1h15 de espera na fila entramos e nao demos o tempo nem as "pounds" por perdidos. Amantes da Natureza e de outros prazeres que nao vem agora ao acaso, passeamos por Regent's Park, seguimos de metro ate Waterloo onde nas imediacoes havia bancas com comida tradicional a tentarem-me e as quais eu, firme e hirto, resisti, ajudado pelos meus recentes e fieis companheiros: ovos, bacon e o dito "codfish".

Olhando, escutando e acima de tudo andando, chegamos a County Hall onde fomos ver uma exposicao do mestre do surrealismo Salvador Dali. Embalados que estavamos seguimos (dali) ate ao Tate Modern Art - Picasso, Miro, Pollock, Matisse, Lichtenstein, Warhol, entre outros... Em apenas dois dias sera que me tornei como boa parte dos ingleses num conservador ou sera arte moderna a mais?... Nada como os classicos, Shakespeare's Globe ali ao lado para equilibrar a balanca (a essa hora o que ja pesava eram as pernas). Para encurtar distancias atravessamos a Millenium bridge que nos levou ate a St. Paul's Cathedral, paragem obrigatoria, agora no cafe Costa para retemperar energias e partir em busca de um internet cafe sem sucesso, o que nos obrigou a regressar ao hotel para enviar o post anterior, donde saimos de seguida (21h30) para jantar num tradicional pub.

O tempo esse tem sido amigo e como os amigos sao para as ocasioes, toca a desfrutar. Bye!

domingo, 3 de maio de 2009

Londres - Primeiro dia

Ultrapassou as expectativas. Tempo agradavel, ceu azul, encheram St. James Park. Os esquilos simpaticos e amistosos vieram cumprimentar-nos mostrando que o convivio entre homens e animais e possivel (se tivermos algum alimento para lhes oferecer, a tarefa fica mais facilitada).

Ainda frescos seguimos ate Buckingham Palace. Nao vimos o render da guarda tal a ansia de ir mais alem. O Big Ben confirmou que os nossos relogios nao sendo suicos estavam certissimos. Buckingham Palace, Westminster Abbey, London Eye, com paragens pelo meio para as fotos da praxe.

De Piccadilly Circus passamos por Soho, Trafalgar Square, Chinatown e provamos, uma vez mais, que a Terra e redonda ao abancar na Angus Steak House para degustar as especialidades do pais (no meu caso fish and chips), nao defraudou.

Ja refeitos nova caminhada, Regent Street, Oxford Street. O tempo a comecar a refrescar, nos nem por isso. Em Marble Arch despedimo-nos do Carlos (nossa guarda de honra a chegada). Seguimos (by foot) ate Tottenham Court Road. O metro (The Tube) deixou-nos a 200 metros do nosso hotel (Bedford) na Southampton Road. O avancar da hora (22h30) e o cansaco ja nao deram para mais.

PS: Principais dificuldades: atravessar passadeiras e o facto da lingua inglesa nao ter acentos. Sorry!

sábado, 2 de maio de 2009

Wish me luck!

Como recompensa pela dedicação e trabalho esforçado que o meu filho levou a cabo em Luanda, a empresa onde trabalha decidiu presenteá-lo com uma semana de férias. Ao sabê-lo disponível lancei-lhe um repto, irmos a Londres. Embora lá tivesse estado no ano transacto acedeu ao meu convite, não sei se pela companhia ou por me prontificar a arcar com as despesas. Afinal para que serve um pai?!...

Escolhidos os dias (de modo a não prejudicar as minhas aulas e exposições de pintura), voos e hotel, comecei a “estudar” o programa de forma a aproveitar ao máximo essa curta estadia. O tempo, sempre incerto, parece querer colaborar dada a ausência de chuva e com temperaturas entre os 9 e os 22 graus.

Bilhetes para assistir ao Musical “Chicago” no Cambridge Theatre em West End já estão comprados. Contamos visitar igualmente alguns dos locais “obrigatórios”. Mas se pensam que vou fazer turismo desenganem-se! O verdadeiro motivo desta rapidinha, entre as exposições do TURISMO e do IPJ, é ir à Tate Modern, não para ver os já consagrados artistas mas para lhes dar a conhecer os da nossa cidade. Refiro-me a vocês, professora e colegas da pintura. "Wish me luck"!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Exposição de Pintura

Tributo aos Pintores:

video

Shorty