terça-feira, 10 de março de 2009

A ver passar os comboios

No tempo em que os anos e os sonhos eram outros também embarquei, nesta estação da linha do Oeste alegre e ligeiro, de mochila às costas carregada de quimeras e ilusões.

Quando penso no prometido T.G.V. e me lembro dos estádios de futebol, construídos propositadamente para o Euro 2004, vazios e ainda por pagar por muitos bons anos, questiono-me sobre prioridades.

Indiferente a tudo e a todos, o tempo continua inabalavelmente a sua marcha. E nós, "vamos nessa" ou ficamos a ver passar os comboios?

Sem comentários:

Publicar um comentário